"Ai a minha Filha" inserido nas comemorações do 30º aniversário do GEDE

14 de Outubro | 21h30 | Salão Paroquial de Escapães

Interpretação: Carlos Cunha, Erika Mota, Miguel Ribeiro, Ligia Ferreira e Carla Janeiro;

Autoria: Roberto Pereira e Eva Jesus

Jacinto é um cinquentão a quem a vida sempre que correu de feição, até ao momento em que a sua mulher o apanhou, em flagrante, a traí-la. Detentor de uma grande lábia e uma líbido ainda maior, Jacinto sempre teve as mulheres todas a seus pés. Mas a partir desse dia, tudo mudou...
De um momento para o outro, tudo lhe passou a correr mal: passou de dono de restaurante a empregado de mesa, de abastado a remediado, de chefe de família a pai solteiro, e de mulherengo a encalhado. E este é o maior dos seus males: estar há dois anos sem ter uma mulher.

A viver com a sua filha desde então, Jacinto fará tudo para voltar a viver um (ou mais) grande amor. E, para isso, tentará de tudo. E tudo é mesmo tudo. Até ajuda profissional.
Jacinto está longe é de saber que a raíz de todos os seus problemas dorme debaixo do seu tecto: e é nem mais nem menos do que a sua filha.